Os 3 traíras riem da nossa cara

FESPEM-PB Todos na luta

11 de julho de 2017. Um dia trágico na história do Brasil. Um dia para não ser esquecido nunca. O Senado aprovou a chamada reforma trabalhista-sindical (PLC 38/17), às 19h47, por 50 a 26 e uma abstenção. Os três senadores da Paraíba- Cássio Cunha Lima (PSDB), José Maranhão (PMDB) e Raimundo Lira (PMDB) votaram contra os trabalhadores brasileiros. Não merecem os votos dos paraibanos nas eleições do próximo ano.

A medida por eles sacramenta a retirada de direitos legítimos conquistados pelos trabalhadores, com suor e sangue, nos últimos anos. Em 2018, o trabalhador que votar nesses parlamentares demonstrará grande inconsciência política.

Guarde bem esses nomes e não vote em quem luta contra você. Nossa entidade cumpre um papel importantíssimo e divulga as fotos, nomes e partidos dos senadores traidores declarados do povo da Paraíba e do Brasil.

Todos são empresários

Mas por que Cássio Cunha Lima, José Maranhão e Raimundo Lira votaram contra os interesses da classe trabalhadora da Paraíba e do Brasil? A resposta é simples: os três são empresários, patrões.

Mesmo custeados pelo povo brasileirocada senador custa em torno de R$ 50 milhões por ano aos cofres públicos-, eles não tiveram a consideração de atender aos interesses de quem os colocou no Senado. Levaram em conta apenas os próprios interesses.

Ao aprovarem uma reforma trabalhista imposta de cima para baixo, eles acabaram sendo contemplados e vão ficar cada vez mais ricos, ao passo que a classe trabalhadora continuará cada vez mais pobre e explorada. Vamos dar as respostas nas urnas nas eleições do próximo ano.